in

Primeira vítima fatal da tragédia no Capitólio (MG) é identificada

Polícia Civil de Passos realiza entrevista coletiva neste domingo (9) para falar sobre o acidente.

REPRODUÇÃO UOL

O trágico desabamento de rochas nos cânions do Capitólio, Minas Gerais, causou uma forte comoção nacional no último sábado (8). Até o momento, oito vítimas fatais foram confirmadas pelas autoridades, e a primeira foi oficialmente identificada na manhã deste domingo (9).

Publicidade

Segundo informações repassadas pela Polícia Civil, a primeira vítima confirmada do acidente foi Júlio Borges Antunes, de 68 anos. O homem era natural de Alpinópolis (Minas Gerais). O corpo da vítima foi identificado e liberado para os familiares realizarem o processo de sepultamento. 

De acordo com o delegado regional da Polícia Civil da cidade de Passos, Marcos Pimenta, as autoridades estão trabalhando intensamente para identificar as outras sete pessoas que morreram no desabamento das rochas sobre as lanchas. Duas pessoas estão desaparecidas. 

Publicidade

Coletiva

Neste domingo (9), a Polícia Civil de Passos (MG) realiza uma entrevista coletiva para trazer desdobramentos do processo de investigação do acidente. Além de Marcos Pimenta, estarão presentes Juliana Moreira (médica-legista), Rogério Chibata (perito criminal) e Hugo da Silva (investigador de polícia).

Publicidade

O acidente que comoveu o país ocorreu por volta das 12h30 do último sábado, durante um passeio de lanchas entre os paredões do cânions no Lago de Furnas. Em vídeos que viralizaram nas redes sociais, é possível ver o exato momento que uma grande rocha despenca e acerta em cheio três veículos aquáticos que estavam próximos.

Publicidade

Diversas pessoas foram resgatadas com ferimentos, sendo transferidas para unidades hospitalares da região. As buscas pelos desaparecidos reiniciaram nesta manhã no local do acidente.

Publicidade