in

Joaquim Barbosa abre o jogo e diz se pode ou não ser candidato a vice na chapa de Sergio Moro à presidência

O ex-ministro revelou a seus aliados o que pensa sobre compor uma chapa ao lado de Moro.

Foto: Ueslei Marcelino/Reuters/Reprodução/Facebook

Muito cotado para concorrer às eleições presidenciais de 2022, o ex-juiz Sergio Moro procurou o ex-ministro do STF, Joaquim Barbosa, para discutir o cenário eleitoral deste ano. No entanto, aos seus aliados o ex-ministro não se mostrou disposto a entrar na disputa ao lado de Moro.

Publicidade

De acordo com pessoas próximas, Barbosa avalia que, apesar da popularidade adquirida nos últimos anos, Moro teria um teto que não o deixaria alcançar o segundo turno de uma disputa pela cadeira da presidência este ano.

Em contrapartida, o ex-ministro avalia também que o cenário está mais favorável para que o ex-juiz conquiste uma vaga no Senado, onde ele acredita existir chances reais de vitória.

Publicidade

Nas últimas pesquisas, o ex-juiz Sergio Moro aparecia com uma pequena fatia de 11% das intenções de voto dos eleitores. Segundo Joaquim Barbosa, a esta altura, já em ano eleitoral, o possível candidato já deveria possuir um percentual mais alto para ter alguma chance.

Publicidade

Além disso, o ex-ministro também se mostrou contrário a algumas estratégias adotadas por Moro, principalmente em relação a alguns nomes com os quais o ex-juiz se cercou durante sua pré-campanha.

Publicidade

Sergio Moro tem sido cotado por muitos para ocupar a cadeira presidencial desde que se tornou conhecido por conta de seu trabalho a frente da operação Lava Jato. Na ocasião, Moro foi responsável por condenar o ex-presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva, condenação essa que levou o político a cumprir um período de prisão em uma sala sede da Polícia Federal, em Curitiba.

Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.