in

Menino que perdeu a vida ao extrair dente reclamou de dor durante cirurgia; família desabafa: ‘Sangue pelo chão’

Anthony Bernardo da Silva Souza teve uma severa hemorragia logo após o procedimento.

UOL | Divulgação

Na última segunda-feira (20), Anthony Bernardo da Silva Souza, de apenas 10 anos, veio à óbito após a extração de um dente em uma clínica odontológica na Região Metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com o site G1, o menino havia sido atendido no mesmo local dois dias antes, onde teria recebido a indicação de um canal.

Publicidade

Segundo informações da Polícia Militar, a mãe do menino relatou que o filho começou a reclamar de dores após o procedimento, e que dentista garantiu que ele não estaria com dor alguma, administrando mais anestesia. A dentista de 29 anos, que não teve a identidade revelada, contou sua versão à polícia.

A profissional explicou que, a princípio, foi indicado o procedimento de canal, porém, a família não teria condições financeiras de custear o tratamento. Na última segunda (20), a mãe de Anthony teria verificado a possibilidade de extração do dente, que ficaria em torno de R$ 180 reais. A extração foi acertada, porém, em dado momento, a dentista afirmou que notou uma quantidade de sangue maior do que o normal, indicando hemorragia.

Publicidade

Uma prima do menino contou detalhes sobre o momento e desabafou: “Foi aí que o Bernardo começou a dar hemorragia, a esparramar sangue pelo chão e já chegou aqui na UPA desacordado“. Anthony chegou a ser socorrido, mas veio à óbito instantes depois.

Publicidade

A dentista de 29 anos que iniciou o procedimento, pediu a ajuda de sua sócia ao perceber o início da hemorragia em Anthony. À polícia, esta segunda profissional relatou que extraiu o dentre da criança e pediu o apoio de um terceiro profissional para estancar a hemorragia. Em nota, a polícia afirmou que se deslocou ao local de imediato para realizar os primeiros procedimentos.

Publicidade
Publicidade