in

Mãe desabafa após filha de 8 anos perder a luta contra a Covid-19: ‘Deus recolheu ela’

Menina de 8 anos ficou internada por quase um mês, mas não resistiu e morreu.

Arquivo pessoal Valkíria Alice dos Santos

Valkíria Alice dos Santos, de 39 anos, estava aliviada porque a família havia passado a fase mais aguda da pandemia sem contrair a Covid-19. O alívio ficou maior após a vacinação. De repente, a filha Ana Luísa dos Santos Oliveira, de 8 anos, contraiu a doença causada pelo coronavírus.

Publicidade

Primeiro, a menina começou a apresentar sintomas de resfriado. Sem comer e com febre, Valkíria levou Ana Luísa ao pediatra. O médico falou que poderia ser dengue. A criança ficou de repouso com a família acreditando que fosse dengue. Uma tosse estranha chamou a atenção da mãe.

No segundo médico, o profissional indicou que poderia ser Covid-19. Era. Ana Luísa foi internada no dia 11 de novembro. Raio-x do pulmão mostrou que o comprometimento era grande. A menina de 8 anos foi encaminhada à UTI do hospital Guilherme Álvaro, no Guarujá, litoral de São Paulo.

Publicidade

Publicidade

Menina de 8 anos fica um mês internada e morre de Covid-19

Ana Luísa ficou no hospital do dia 11 de novembro ao dia 12 de dezembro, quando não resistiu a morreu. A mãe acredita que ela contraído a doença na escola. Em entrevista ao g1, ela defendeu a vacinação para crianças. A Anvisa liberou a vacina da Pfizer para crianças de 5 a 11 anos.

Publicidade

Sem a filha, Valkíria desabafou. “Foi um mês de muita oração, muita fé, mas Deus recolheu ela”, disse a mulher. “Ela estava sofrendo muito, Deus quis recolher a minha pequena”, afirmou Valkíria. Somente agora a mulher está assimilando o falecimento da filha de apenas 8 anos. A dor da família está muito grande.

Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!