in

Bolsonaro afirma que pediu nomes da Anvisa que liberaram vacina contra Covid-19 para crianças

Chefe do Executivo tocou no assunto durante sua live realizada nesta quinta-feira (16).

ANTONIO CRUZ/AGÊNCIA BRASIL

Em pronunciamento realizado nesta quinta-feira (16), o presidente Jair Bolsonaro revelou ter solicitado nomes, junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), dos responsáveis por aprovarem a indicação de vacina contra a Covid-19, da fabricante Pfizer, para crianças da faixa etária entre 5 a 11 anos. 

Publicidade

Crítico da vacina e questionador da eficácia de todos os imunizantes, Bolsonaro ainda não recebeu nenhum tipo de vacina, e aproveitou para criticar a obrigatoriedade e o chamado passaporte de imunização, que está sendo discutido.

Eu pedi extraoficialmente o nome das pessoas que aprovaram a vacina para crianças a partir de 5 anos”, afirmou o chefe do Executivo durante a sua tradicional live nas redes sociais, realizada sempre às quintas-feiras. 

Publicidade

Segundo o presidente, os pais e mães brasileiros têm o direito de saber os nomes dos responsáveis pela aprovação da medida, autorizando a imunização das crianças. Na sequência, Bolsonaro afirmou que possui uma filha de 11 anos e estudará com a esposa, Michele Bolsonaro, se ela será vacinada ou não. 

Publicidade

Autorização

A atitude de Bolsonaro se deu horas depois da Anvisa aprovar, nesta quinta, a utilização da vacina Pfizer para crianças entre 5 e 11 anos. Apesar da liberação, ainda não há uma data concreta para que o imunizante comece a ser aplicado nesta faixa etária da população, isto porque o Ministério da Saúde ainda não comprou doses pediátricas do imunizante. 

Publicidade

Em termos de vacinação, o Brasil aplicou mais de 323 milhões de doses. Deste total, 141 milhões de pessoas já completaram o esquema vacinal (uma dose da Johnson e duas doses das demais), o número representa 66,3% da população nacional. 

Publicidade