in

Quem são as quatro vítimas fatais após cabeça d’água atingir cachoeira no interior de SP

Mulheres morreram após enxurrada causada por cabeça d’água passar por cachoeira.

Arquivo pessoal Patrícia Gonçalves / Instagram Vizo

Muitas pessoas se divertiam entre as cachoeiras da Pedreira e Poço Azul, em Lavrinhas, interior de São Paulo, neste domingo (12). O local é muito frequentado por turistas que viajam à região para se divertir vindas do Brasil todo. A aposentada Iaracy da Cruz Veiga, de 74 anos, era natural do Rio de Janeiro.

Publicidade

Ela foi uma das quatro vítimas fatais do acidente ocorrido por volta do meio-dia. Uma enxurrada chegou com tudo e varreu tudo o que estava ao redor da cachoeira. A enxurrada foi causada por uma cabeça d’água – e não tromba d’agua, como havia sido divulgado inicialmente.

Neste fenômeno, a chuva cai intensamente na cabeceira do rio, o que faz com que o nível se elev rapidamente, causando correnteza. Foi o que aconteceu em Lavrinhas, onde choveu muito no instante em que a cabeça d’água passou pela cachoeira.

Publicidade

Quatro mulheres morreram em Lavrinhas

  • Patrícia Agostinho Rodrigues Gonçalves, 21 anos
  • Luciene Rodrigues Ribeiro, 22
  • Kelisse Nascimento Barros, 29
  • Iaracy da Cruz Veiga, 74

A Polícia Militar informou a identidade das quatro vítimas fatais do acidente em Lavrinhas. Kelisse, de 29 anos, era dona de uma das empresas que organizou excursão para a região. Na imagem acima, há um post da empresa Vizos lamentando a morte de Kelisse. Iaracy não teve foto divulgada.

Publicidade

Publicidade

Na imagem acima, aparecem as primas Patrícia (à frente) e Luciele. As duas jovens saíram da cidade de Pindamonhagaba e estão entre as vítimas fatais da enxurrada em cachoeira de Lavrinhas. No total, 16 pessoas foram resgatadas pelo Corpo de Bombeiros.

Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!