in

Tragédia: barragens rompem em Apuarema e atingem quase 250 pessoas

De acordo com o prefeito Rogério Costa, 242 pessoas ficaram desabrigadas após o rompimento das barragens.

Reprodução / Redes Sociais

Depois que fortes chuvas atingiram a Bahia, duas barragens se romperam e acabaram derrubando várias casas da região na tarde da última sexta-feira, 10, na cidade de Apuarema, localizada a cerca de 344 km de Salvador. De acordo com informações passadas pelo prefeito Rogério Costa (PP), 242 pessoas encontram-se desabrigadas após o rompimento.

Publicidade

Ainda segundo o prefeito, no sábado, 11, uma outra barragem, que também corre risco de rompimento, foi avaliada por técnicos da Sudec (Superintendência de Defesa Civil da Bahia). Além deles, o Inema (Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos) e o Corpo de Bombeiro também avaliaram a barragem.

Ao portal de notícias G1, o prefeito ainda informou que as famílias desabrigadas foram levadas para uma escola. Agora, os desabrigados se encontram na escola Aurino Nery, que também atua coletando colchões, alimentos, materiais de higiene e roupas.

Publicidade

Tanto as barragens que se romperam, quanto a que se encontra em situação de risco, ficam localizadas no bairro Vermelho.

Publicidade

Até o momento não há registro de pessoas desaparecidas e nem de mortes provocadas pela forte chuva que atingiu o município.

Publicidade

Na sexta-feira, 10, após fortes chuvas provocadas por um ciclone extratropical atingirem municípios do sul da Bahia, o governo do estado decretou estado de calamidade em 24 cidades. Nas redes sociais foram compartilhadas imagens que mostram cidades completamente inundadas, como é o caso de Jucuruçu, Itamaraju e Nova Alegria. Muitos trechos de rodovias também acabaram danificadas pela forte chuva.

Publicidade