in

Nubank ultrapassa Itaú e é o banco mais valioso da América Latina

Estreando na Bolsa de Valores em Nova York, a instituição financeira ultrapassa US$ 41 bilhões.

Reprodução/Nubank

Conhecido por ser uma das principais opções de banco digital gratuito, o Nubank precificou suas ações a US$ 9 cada em oferta inicial da Bolsa de Nova York. Com isso, o banco fundado pela brasileira Cristina Junqueira se tornou a instituição financeira mais valiosa da América Latina.

Publicidade

Com oito anos de mercado, o Nubank vale US$ 41,5 bilhões, algo em torno de R$ 230 bilhões. Com este resultado, o estreante bate o já veterano Itaú Unibanco.

A estreia na bolsa está marcada para acontecer na quinta-feira (9). O chamado IPO do Nubank é um dos indicadores do interesse de investidores nas fintechs em mercados emergentes. 

Publicidade

Caso a estreia seja bem-sucedida, o banco abrirá espaço para que outras empresas da América Latina possam listar suas ações. Porém, se a chegada do banco não empolgar, pode levar a outras empresas repensarem a estreia na bolsa.

Publicidade

Cautela com investimentos

Na última semana, o Nubank reduziu sua avaliação de IPO em 20% por conta da cautela dos investidores. O motivo é que investidores não estavam empolgados o suficiente por conta de fintechs bancárias pouco lucrativas.

Publicidade

Por outro lado, a empresa ainda buscou investidores para aplicarem US$ 1,3 bilhão. Chamados investidores-âncora, esta lista conta com empresas como a Sequoia, Tiger Global e Soft Bank Latin America.

Com o investimento de Warren Buffett nos últimos meses, o Nubank busca usar seus recursos para despesas com operações, capital de giro, além de novas aquisições. 

Com contas ativas no Brasil, México e Colômbia, o Nubank conta com 48 milhões de clientes.

Publicidade

Escrito por Matheus Feitosa

Escrevo sobre TV, famosos e entretenimento desde 2011.

A atenção nos detalhes é o que nos faz prosperar.