in

Irmãos perdem a vida após ingestão de soda cáustica; menino de três anos confundiu produto com refrigerante

Após menino ingerir o produto, a irmã se desesperou com a situação e também ingeriu substância.

Divulgação: G1

Dois irmãos perderam a vida no município de Santo Amaro, no recôncavo do estado da Bahia. Eles tinham três e 13 anos, e segundo informação divulgada pela polícia, as crianças morreram após ingerir hidróxido de sódio, substância química conhecida popularmente como soda cáustica. O fato ocorreu na última segunda-feira, 6 de dezembro.

Publicidade

Os vizinhos disseram que o menino de três anos teria feito confusão com o ácido e acabou ingerindo a substância pensando ser refrigerante. Depois que o garoto tomou a bebida, a irmão adolescente teria se sentido culpada por deixar a soda cáustica sobre a mesa e também tomou o produto.

Os dois foram socorridos e encaminhados para atendimento médico, mas infelizmente não sobreviveram. O fato aconteceu na região central do município. Os dois estavam sozinhos na residência no momento do incidente. Conforme Rafael Almeida de Oliveira, delegado responsável pelas investigações, a mãe das duas vítimas, que preferiu não ter a identidade revelada, adquiriu o produto de limpeza para usar na privada.

Publicidade

A mãe teria pedido que a filha de 13 anos guardasse a soda cáustica debaixo da pia, porém, a jovem teria colocada em cima da mesa. O garoto de três anos teve acesso ao produto e acabou bebendo. “A menina de 13 anos se sentiu culpada e também bebeu a substância. Acho que não aguentou o sofrimento do irmão. Ela também foi levada ao hospital e não sobreviveu”, ressaltou o delegado.

Publicidade

Rafael disse, ainda, que a mãe das crianças será indiciada e que o inquérito vai investigar se existe ou não negligência por parte da pessoa responsável pelas vítimas do acidente doméstico. Em situações desse tipo, em que o dano afeta diretamente o autor, como é o caso da perda dos dois filhos, a pena de crime não é aplicada, pois a lei entende que a mãe já foi penalizada pela perda das crianças. No entanto, o delegado frisou que quem decide é o juiz.

Publicidade

Infelizmente, os acidentes domésticos tiram a vida de muitas crianças todos os anos. O caso serve de alerta para evitar outras perdas. Reaproveitar vidros de refrigerantes ou outros vasilhames para colocar produtos químicos não é certo, pois pode terminar em uma fatalidade.

Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.