in

Equipamentos ligados fora da tomada, choque no varal e uma vida perdida; moradores estão assustados

Os moradores de Foz do Iguaçu estão com medo até de tomar banho; a Polícia está investigando o caso.

Reprodução: G1

Os residentes do bairro Três Lagoas, em Foz do Iguaçu, cidade localizada na região oeste do Paraná, disseram que estão sofrendo com uma situação misteriosa. Os moradores da localidade afirmam estar sofrendo descargas elétricas enquanto realizam atividades corriqueiras, como colocar a roupa no varal ou até mesmo caminhar no jardim.

Publicidade

De acordo com relatos das pessoas que moram no local, já faz alguns meses que equipamentos eletrônicos estão funcionando sozinhos, mesmo quando não estão ligados na tomada. Recentemente, um homem de 42 anos perdeu a vida enquanto estava lavando um canil, na região. Jackson Andrade de Souza trabalhava como adestrador, sendo um dos mais conhecidos do município.

Os familiares acreditam que ele sofreu uma descarga elétrica. Cunhado do adestrador, Aldo Pereira acabou desconfiando que pudesse ter algum fio desencapado que estaria soltando energia no solo. “Eu comecei a furar valetas para trocar a fiação elétrica subterrânea. Eu desconectei o medidor, mas comecei a levar choque. Daí comecei a me preocupar”, explicou.

Publicidade

Para poder fazer o teste, o homem ligou um equipamento elétrico em uma cerca de um vizinho, que não era elétrica e o objeto começou a funcionar sozinho. Além disso, Aldo ressaltou que a cerca consegue acender lâmpadas e fazer equipamentos funcionarem. As pessoas que moram na localidade afirmaram que já haviam percebido há um tempo que algo estava errado. O problema está atingindo aproximadamente seis chácaras da região.

Publicidade

José Roberto de Aguiar, que também mora na localidade, disse: “Todo mundo está com medo. Eu estou com medo até de tomar banho, porque você tem medo de mexer em tudo”. A companhia elétrica do local, a Copel – Companhia Paranaense de Energia, mandou uma equipe ao local para averiguar o solo e a rede, ficando constatado haver energia distribuída na localidade.

Publicidade

Inicialmente, os técnicos da companhia falaram existir uma suspeita de curto-circuito interno em um transformador, algo que não é considerado comum. Já na última sexta-feira, 3 de dezembro, a Copel deu um novo parecer e disse que o problema não estaria ligado a empresa, mas seria algo relacionado à instalação elétrica de uma propriedade local. O caso continua sob investigação da Polícia Civil.

Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.