in

Casal de idosos perde a luta para a Covid com 22 dias de diferença; filha desabafa: ‘ódio e revolta’

Elza morreu 22 dias depois do marido sem saber que ele havia partido em decorrência da Covid.

Arquivo pessoal Jucélia Pain

Oscar Miguel Pain, de 68 anos, havia feito uma cirurgia e sofreu hemorragia intestinal. Depois de receber alta, o idoso foi para casa, em Ponte Serrada, Santa Catarina, mas passou a apresentar dores e febre. Logo depois, foi diagnosticado com a Covid-19.

Publicidade

O homem foi internado no dia 28 de outubro. Três dias depois, sua esposa, Elza Parmigiani Pain, também foi internada com a doença causada pelo coronavírus. No dia 8 de novembro, Elza precisou ser intubada na unidade de terapia intensiva (UTI).

Oscar morreu dias depois. Elza não soube da morte do companheiro de 44 anos. Na quarta-feira (1º), a idosa também faleceu em decorrência das complicações causadas pela Covid-19 e deixou a família em luto, com as duas mortes em um período de apenas 22 dias. Sarita Pain, uma das três filhas do casal, desabafou.

Publicidade

A mulher afirmou que a dor nunca será superada e aceita. “É um sentimento de ódio e de revolta”, disse. Em seguida, ela explicou. Segundo Sarita, os pais se cuidavam e tinham tomado as duas doses da vacina contra a Covid-19. Elza só saía de casa para ir ao médico. A filha diz que dói ver o quanto os pais lutaram pela vida.

Publicidade

Mortes após tomar as duas doses de vacina

Com a morte do casal, muita gente se questiona sobre a efetividade da vacina. A microbiologista Natália Pasternak compara às vacinas a um bom goleiro. O fato de ele ser bom e evitar muitos gols dos times adversários não significa que ele nunca tome gol. E mesmo se tomar, costuma dizer Natalia, ela não deixa de ser um bom goleiro.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!