in

Mulher é detida após xingar presidente Jair Bolsonaro no Rio de Janeiro

Presidente cumpria agenda em Resende (RJ), quando foi alvo de ofensas.

REPRODUÇÃO/FACEBOOK/JAIR BOLSONARO

O presidente Jair Bolsonaro foi alvo de xingamentos proferidos por uma mulher durante uma visita realizada na cidade de Resende, no Rio de Janeiro, neste sábado. A civil de 40 anos acabou sendo detida e levada para prestar depoimento.

Publicidade

O caso aconteceu na manhã de ontem, quando o chefe do Executivo se deslocava para cumprir agenda na Academia Militar das Agulhas Negras. Antes de seguir para a cerimônia, o presidente foi acenar para alguns motoristas e cumprimentar alguns policiais federais que estavam envoltos no esquema de segurança, e acabou sendo ofendido.

Além do presidente, outros membros da comitiva que estavam próximos a ele, testemunharam os ofensas da mulher. 

Publicidade

Na sequência, o veículo dela foi abordado por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a mesma acabou sendo detida pela prática de injúria contra o chefe do Executivo. A mulher, que não teve a identidade revelada, foi encaminhada para a delegacia da Polícia Federal de Volta Redonda.

Publicidade

Segundo informações da PRF, a ação de abordagem à mulher foi embasada nos artigos 140 e 141 do Código Penal. A pena para este tipo de ação varia de um a três anos e multa, e são ampliadas em um terço quando proferidas contra um presidente da República ou chefe do governo estrangeiro. 

Publicidade

Em nota divulgada, a Polícia Federal disse que a mulher foi liberada após concordar em comparecer em juízo para o veredicto sobre o caso. Ela assinou um termo circunstanciado. 

Mobilização

Do local onde estava hospedado até o endereço da cerimônia que acompanhou, Bolsonaro rumou a pé com sua comitiva, cumprimentando apoiadores. Durante o trajeto, houve aglomerações. 

Publicidade