in

Mais uma conquista de Paulo Freire: primeiro brasileiro a ganhar uma estátua na Universidade de Cambridge

Após ter um projeto de lei aprovado que inscreve o nome do educado no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria, Paulo Freire foi novamente homenageado.

Reprodução/Senado

O educador Paulo Freire ganhou uma homenagem da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, e teve uma estátua de bronze sua inaugurada na instituição nesta semana.

Publicidade

Professores da faculdade definem tal homenagem como uma espécie de símbolo da “tolerância e diálogo” em tempos de “guerra cultural” na instituição.

Na quinta-feira, 25, a CE (Comissão Educacional) já havia aprovado um projeto de lei que inscreve Paulo Freire no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria. O Projeto de Lei do Senado (PLS) foi apresentado no ano de 2017 pela ex-senadora Fátima Bezerra e, agora, recebeu voto favorável do relator do caso, o senador Paulo Rocha (PT-PA).

Publicidade

Não é por menos que o educador está sendo tão homenageado. Paulo Reglus Neves Freire nasceu em Recife no ano de 1921. Ele foi graduado em direito, com doutorado tanto em história da educação, quanto em filosofia. No entanto, o educador se destacou mesmo foi na pedagogia, área onde usava teses e abordagens que foram marcadas por sua profunda preocupação com as injustiças sociais. Paulo compreendia a educação como uma espécie de caminho de libertação e construção da cidadania.

Publicidade

Em 1940, Paulo Freire passou a engendrar a “pedagogia da libertação”. Ele também chegou a coordenar o Plano Nacional de Alfabetização durante o governo do presidente João Goulart, projeto que tinha como principal objetivo tirar 5 milhões de pessoas do analfabetismo.

Publicidade

Exilado durante a ditadura militar, o educador passou por países como Bolívia e Chile, onde também fez história participando de ações ao lado de trabalhadores rurais. Na ocasião, Freire chegou a publicar algumas de suas obras mais marcantes.

Publicidade