in

Auxílio Brasil: governo pode liberar entrada de mais de R$ 3 milhões de beneficiários

Benefício teve início dos pagamentos na última semana, tendo como base o número final do NIS.

KID JUNIOR

Substituto do Bolsa Família, o programa Auxílio Brasil deve contar com mais três milhões de pessoas no próximo mês. Além do grupo composto por 2,5 milhões de brasileiros, o governo federal pretende adicionar este quantitativo ao programa.

Publicidade

Tudo dependerá da aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios. Em caso de sinalização positiva, o governo poderá contemplar pagamentos para cerca de 20 milhões de beneficiários.

No Senado, há uma discussão para a retirada do limite de gastos, o conhecido “teto”, fixado na Constituição, em caráter excepcional. Com isso, parte dos precatórios, podem ser destinados ao pagamento do programa, permitindo com que o governo pague até R$ 400 mensais, conforme foi anunciado no lançamento do programa pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Publicidade

Cronograma

Os pagamentos do Auxílio Brasil foram iniciados na última semana, e devem contemplar até o final do mês mais de 14 milhões de brasileiros, representando um gasto de R$ 3,25 bilhões aos cofres públicos. O calendário de pagamentos segue o formato do Bolsa Família, se baseando no dígito final do Número de Inscrição Social (NIS). 

Publicidade

Nesta terça-feira (23), por exemplo, beneficiários com o NIS final 5 receberam a cota referente ao mês de novembro. O valor médio do novo benefício é de R$ 217,18. O calendário vai até o final do mês. 

Publicidade

Para consultar informações acerca das datas de pagamento, o beneficiário pode utilizar dois aplicativos: o Caixa Tem, já utilizado anteriormente para a poupança digital do Auxílio Emergencial, e o Auxílio Brasil, app desenvolvido exclusivamente para o programa. 

Publicidade