in

Alunos estão desmaiando de fome nas escolas, denunciam professores pelo Brasil

Estudantes com fome sofrem com perda de motivação e apresentam episódios de agressividade.

Foto: André Valente/BBC Brasil

Estudantes brasileiros estariam passando mal na escola e o motivo é muito triste: a fome. Uma aluna teria chegado atrasada na sala de aula e a professora notou que alguma coisa não estava bem. Ao ser questionada se tinha comido algo naquele dia, ela respondeu que não e acabou desmaiando dentro da sala de aula.

Publicidade

O relato foi feito por uma docente que atua na rede municipal do Rio de Janeiro. A estudante que desmaiou dentro da sala de aula tem apenas oito anos. O fato aconteceu no mês de setembro deste ano. A professora disse que sensibilizou com a situação, pois a fome é algo urgente e que deixa muitas vezes a pessoa envergonhada. “Para ela é algo humilhante, por isso ela não consegue expressar”, desabafou.

Esse não seria um caso isolado e outros episódios semelhantes são relatados pelo Brasil. Atualmente, o país tem mais de 13 milhões de pessoas desempregadas e inflação de alimentos tiveram uma alta acumulada de mais de 13% em um ano, segundo informação do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Publicidade

Os estudantes que enfrentam a fome sofrem também com a perda de motivação e apresentam episódios agressivos com os professores e colegas. Com as dificuldades impostas pela pandemia, com a perda de emprego dos pais e até mesmo falecimento dos avós que sustentavam a família com as aposentadorias, muitos estudantes estão abandonando a sala de aula para poder trabalhar e ajudar na renda familiar.

Publicidade

Com a crise social, os educadores fazem o que podem para ajudar. Muitos tem organizado coleta de alimentos direcionando as famílias daqueles estudantes que estão passando necessidades.

Publicidade

A fome pode deixar a criança mais agressiva. O conselho tutelar foi acionado para poder fazer o atendimento de uma garota de sete anos. Ela agrediu um coleguinha e ainda desafiou a educadora tentando enfrentar a direção. Ao conversar com a família para entender melhor a situação, a criança acabou relatando vontade de comer.

Infelizmente, o fato é algo que tem se torando comum em famílias que residem em bairros mais pobres. Com o retorno das aulas presenciais, os professores têm se deparado com vários casos de estudantes passando necessidade. Vale ressaltar que estudantes nesse tipo de privação apresentam dificuldade para aprender, pois, não conseguem se concentrar.

Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.