in

Polícia Civil investiga vereador após mãe denunciar racismo contra criança de 2 anos: ‘Pretinha feia e fedida’

Registros mostram o que seria o vereador chamando a menina de ‘pretinha feia e fedida’.

O Dia/Foto: Arquivo pessoal

A mãe de uma menina de 2 anos de idade fez uma denúncia contra um vereador de Planalto, que fica no interior de São Paulo, ela afirma que o político escreveu mensagens preconceituosas contra sua filha. Segundo o G1, as conversas foram publicadas nas redes sociais pela mãe, Caroline Vilela, na qual mostram uma mensagem que seria do vereador dizendo que a menina é uma “pretinha feia e fedida”.

Publicidade

A mãe lamentou dizendo que quando isso ocorreu ela ficou sem reação, e continuou respondendo às mensagens, porém, o parlamentar fez ainda mais ofensas contra a garota. Segundo a mãe, embora sua filha seja negra, ela não esperava que a pequena fosse passar por esse tipo de situação sendo tão nova, mesmo sabendo que ainda existe muito preconceito de cunho racista no Brasil. Ela alega que a situação foi cruel, pois a filha ainda não consegue se defender sozinha.

Durante entrevista para a TV Tem, Carolaine disse que postou uma foto da filha ao lado da filha do vereador, visto que ela é amiga da ex-esposa dele. Quando viu o post, o vereador teria escrito vários insultos contra a criança: “Eu não quero essa sua pretinha feia e fedida com a minha filha”.

Publicidade


O vereador teria dito: “Minha filha não entende o que é certo ou errado, mas se vocês insistirem nisso, é essa sua neguinha que vai pagar o preço”.

Publicidade

Logo, a mãe da criança decidiu expor a situação na internet, e em seguida, disse que começou a sofrer várias ameaças e foi preciso mudar de endereço.

Publicidade

Depois de toda a repercussão do caso, o parlamentar disse que nunca conversou com Carolaine e afirma que não foi ele quem escreveu as mensagens racistas e de ameaças, pois jamais conseguiria ofender alguém da forma como está sendo acusado. A Polícia Civil do Estado segue investigando o caso.

Publicidade