in

Ministério da Saúde anuncia 3ª dose da vacina contra Covid-19 para população e redução no intervalo

Algumas alterações no esquema vacinal também foram anunciados pelo ministro da saúde.

Gauchazh

O Ministério da Saúde comunicou, nesta terça-feira, 16 de novembro, que toda a população brasileira acima de 18 anos vai receber a dose de reforço da vacina contra a Covid-19. Além disso, outro detalhe importante é a redução do intervalo, que passará de seis para cinco meses após a segunda dose.

Publicidade

A recomendação feita pelo governo federal anteriormente era de aplicar a dose de reforço do imunizante apenas para os profissionais de saúde, idosos e pessoas com imunidade baixa. Marcelo Queiroga, atual ministro da Saúde, disse que a vacina que será usada para o reforço preferencialmente é a Pfizer, mesmo para aqueles imunizados com esse fabricante.

No entanto, ele deixou claro que, caso não esteja disponível a Pfizer, outro imunizante poderá ser usado na aplicação. Para as pessoas vacinadas com a Janssen, a segunda dose vai estar disponível após pelo menos dois meses da primeira dose e o reforço cinco meses depois, preferencialmente de outro fabricante. Quando a Janssen começou a ser usado a recomendação era de que fosse uma vacina de dose única, porém já se sabe hoje em dia da necessidade da proteção adicional.

Publicidade

Com essa mudança feita na recomendação da imunização, o governo aguarda mais de 15 milhões de brasileiros para o reforço ainda este ano. Portanto, quem já atender aos novos critérios, já pode procurar os postos de imunização. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária foi consultada pelo governo antes de tomar a decisão de mudar a forma de vacinação.

Publicidade

Um comunicado da Anvisa informou que apenas a Pfizer fez a solicitação para alterar o esquema de vacinação previsto na bula. Marcelo Queiroga ainda não divulgou o cronograma de entrega dos imunizantes, mas garante que existe quantidade suficiente para o próximo ano. Ele ressaltou a importância de buscar a dose de reforço assim que for autorizado para a faixa etária, pois já está cientificamente comprovado que dessa forma aumenta a proteção contra a Covid-19.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.