in

Pai confunde supercola com colírio e filho fica 4 dias sem conseguir abrir o olho: ‘Desespero’

O caso serve de alerta para evitar que outras pessoas passem pelo mesmo tipo de situação.

Crescer

Um garotinho de apenas nove anos de idade passou por uma situação difícil. Ele acabou ficando quatro dias sem conseguir abrir um dos olhos e o motivo serve de alerta para os pais evitarem que esse tipo de situação volte a acontecer. O caso ocorreu na cidade de Thirsk, na Inglaterra.

Publicidade

O fato aconteceu depois que o pai do menino confundiu uma embalagem de supercola com colírio. Rupert reclamou com o pai que estava sentindo coceira nos olhos. Kevin Day, pai do pequeno, teve a ideia de ajudar o filho usando um colírio. O homem então pegou o frasco pequeno, que ele acreditava ser o produto, e pingou um pouco do líquido viscoso dentro das pálpebras da criança.

Quando o garotinho gritou, o britânico logo percebeu que na verdade não era colírio e sim supercola. “Entrei em completo desespero e chamei uma ambulância imediatamente”, desabafou o pai durante uma entrevista concedida a mídia local. Ele disse que teve medo e pensou que tivesse deixado o filho cego e arruinado sua vida. O socorrista que fez o atendimento orientou que ele deveria lavar o olho do garoto com água fria até que os paramédicos chegassem ao local.

Publicidade

Publicidade

Os médicos prestaram atendimento e deram analgésicos para poder aliviar o desconforto da criança. Os profissionais fizeram lavagens no olho do pequeno Rupert que somente voltou a abrir as pálpebras quatro dias depois do incidente. Felizmente, o fato não trouxe danos ao olho do garoto e ele conseguiu se recuperar completamente.

Publicidade

O caso ocorreu no mês de fevereiro, mas o pai somente decidiu tornar a história publica recentemente. O intuito de compartilhar a história é para alertar as pessoas sobre o risco de se confundir. Ele aproveitou para dar um conselho dizendo que é importante deixar essas coisas bem separadas para evitar acidentes, pois um momento de distração pode acabar culminando em algo trágico.

Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.