in

iFood é invadido e nomes de restaurantes são alterados para frases como ‘Lula ladrão’ e ‘vacina mata’

Os clientes se assustaram ao acessar a plataforma na noite da terça-feira, 2, mas a mesma já tomou as medidas necessárias.

Montagem: i7 Network

Na noite da última terça-feira, 2, os usuários do iFood se assustaram ao acessar a plataforma para realizar seus pedidos. Isso porque o nome de alguns restaurantes foram modificados com mensagens ofensivas ao ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e a Marielle Franco, vereadora do Rio assassinada em 2018.

Publicidade

E mais, algumas mensagens também contrariavam a vacina da Covid-19 e prestavam apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Publicidade

Por meio das redes sociais, a plataforma divulgou um comunicado no qual afirmou que foram tomadas medidas imediatas e necessárias para que o problema fosse resolvido e os dados de restaurantes, entregadores e clientes fossem protegidos. Na publicação, foi destacado que a plataforma não constatou nenhum indício de vazamento de dados pessoais e tampouco de dados de cartão de crédito.

Publicidade

O iFood, além de informar o motivo do erro, ainda aproveitou para reiterar que os meios de pagamento utilizados pelos usuários da plataforma estão seguros.

Publicidade

Vale destacar que, na noite da última terça-feira, 2, foi iniciada uma campanha para que as pessoas tirassem os seus métodos de pagamento cadastrados na plataforma por segurança e medo de um ataque hacker.

Segundo a publicação da plataforma, o problema foi causado por meio da conta de um funcionário de uma empresa prestadora de serviço de atendimento. O iFood destacou que a mesma tinha a permissão para ajustar informações cadastrais de restaurantes aliados à plataforma, no entanto, o fez de forma indevida.

O comunicado ainda destacou que os dados de cartões e de outros métodos de pagamento não estão armazenados no banco de dados do iFood e ficam somente gravados dos dispositivos dos próprios clientes.

Publicidade