in

Irmão de jovem que morreu em trágico acidente em parque de diversões desabafa e comove: ‘Ouvi todos gritando’

Versão apresentada pelo dono do parque diverge do que foi dito por testemunhas.

METRÓPOLES | DIVULGAÇÃO

Em entrevista ao portal G1, o irmão do jovem de 29 anos que morreu após ser vítima de um acidente dentro de um parque de diversões na cidade de Itu (SP), trouxe detalhes comoventes sobre o desespero vivenciado no momento do ocorrido.

Publicidade

William Ribeiro foi lançado para fora do brinquedo e esmagado pela estrutura do mesmo. Ele chegou a ser socorrido, mas acabou não resistindo aos ferimentos. Outras cinco pessoas também foram vítimas do acidente, e ficaram feridas. 

Em um vídeo que circulou as redes sociais, gravado um pouco depois da tragédia, diversas pessoas aparecem gritando enquanto outras correm. Algumas foram prestar socorro a William. 

Publicidade

Também presente no brinquedo, o irmão da vítima, Gabriel Ribeiro de Oliveira, de 21 anos, disse que só veio se dar conta do ocorrido quando pessoas começaram a se desesperar. 

Publicidade

“O brinquedo deu duas voltas e comecei a ouvir as pessoas gritando, mas não sabia que era meu irmão que tinha caído”, afirmou o jovem.

Publicidade

Gabriel tentou tirar William da engrenagem, mas o brinquedo continuou girando, machucando os três também. Os dois amigos foram socorridos e levados para uma unidade hospitalar e seguem internados, enquanto o irmão da vítima fatal fraturou a clavícula, mas já foi liberado pelos médicos. 

Além do trio, outras duas pessoas apresentaram ferimentos e precisaram ser socorridas para hospitais de Itu. 

“Não foi uma morte comum. Foi uma tragédia. Eu não sei como a minha mãe está conseguindo ficar em pé agora. Nossa família está destruída”, desabafou o jovem Gabriel.

Versões divergentes

No depoimento dado à polícia, o dono do parque de diversões contou que o brinquedo estava funcionando quando William fez a remoção da grade de proteção que prende os bancos e ficou em pé.

Neste momento, o operador do brinquedo afirma ter parado o brinquedo, e na sequência William caiu, sendo prensado pela estrutura. 

Entretanto, em entrevista à TV Tem, afiliada da Globo, o irmão da vítima disse que o operador não parou o brinquedo, que seguiu girando, atingindo ele e os outros dois amigos. O corpo de William foi encaminhado para exames no IML, e posteriormente liberado para os familiares.

O sepultamento do rapaz ocorreu em Itu na última sexta-feira (29), sob forte comoção. 

Publicidade