in

Governo não vai cumprir promessa de pagar R$ 400 no Auxílio Brasil em novembro

O ministro da Cidadania, João Roma, afirmou que, sem a aprovação de propostas no Congresso, não terá como pagar R$ 400 em novembro.

Sérgio Lima/Poder 360

O impasse no Congresso para a aprovação da PEC dos Precatórios só tem interesse na folha de pagamento do mês de dezembro de 2021 do Auxílio Brasil, programa social que foi criado para substituir o Bolsa Família. Isso porque, de acordo com informações passadas pelo Ministério da Cidadania, a folha de pagamento de novembro já “está rodando”, por isso, os benefícios estão programados, sem o valor atualizado do Auxílio Brasil, que é de R$ 400 por mês.

Publicidade

Segundo informações dadas anteriormente pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o novo Bolsa Família [Auxílio Brasil] deveria começar a ser depositado nas contas dos beneficiários logo após o fim do auxílio emergencial, que chega no mês de novembro.

No entanto, há algum tempo, o ministro João Roma, da Cidadania, confirmou que, sem a aprovação de algumas propostas no Congresso, dificilmente o benefício chegaria ao valor de R$ 400. Mesmo assim, o ministro confirmou que o governo pode ampliar o valor do benefício em cerca 20%, precisão que pode ser realmente concretizada.

Publicidade

Vale destacar que o atual Bolsa Família possui um valor médio de R$ 189, ou seja, no mês de novembro, esse valor passaria a ser R$ 227, caso a ampliação seja de 20% como apontou o ministro.

Publicidade

Na mesma ocasião que comentou sobre o valor do Auxílio Brasil, o ministro chegou a afirmar que continuaria trabalhando com equipe econômica para que as famílias que hoje se encontram em situação de pobreza passem a receber os R$ 400 até o final deste ano.

Publicidade

Após a publicação de um artigo a respeito do valor do benefício de novembro, o Ministério da Cidadania reiterou o compromisso do governo de pagar o valor integral de R$ 400, no entanto, destacou que a diferença pode ser paga de forma retroativa do último mês deste ano.

Publicidade