Helicóptero carregado com drogas explode na fronteira com o Paraguai e mata 2 brasileiros carbonizados

Infraero informou que não se sabe sobre navegação da aeronave, pois estava em voo clandestino.

PUBLICIDADE

Na manhã desta última quarta-feira (20) um helicóptero caiu, explodiu e matou duas pessoas carbonizadas. A aeronave estava carregada com cocaína, segundo informações repassadas pela secretaria de segurança de Ponta Porã, Mato Grosso do Sul. O acidente aconteceu na fronteira do Brasil com o Paraguai.

PUBLICIDADE

A Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) informou que não havia qualquer dado sobre a navegação aérea do helicóptero. Isso indica que a aeronave estava fazendo um voo clandestino.

De acordo com o Departamento de Repressão ao Crime Organizado (Dracco), a queda aconteceu em uma área de propriedade rural do município sul-mato-grossense. Uma equipe da capital foi até o local onde ocorreu o acidente.

Ainda de acordo com a Secretaria de Segurança Pública da cidade, essa queda aconteceu a uma distância de pelo menos 30 quilômetros de Ponta Porão. Até o momento, a suspeita mais relevante é de que a aeronave estivesse carregada com drogas ilícitas.

Por conta da gravidade do acidente e da suspeita, a Perícia precisou ser acionada. Para que o trabalho das investigações pudesse continuar de forma segura, foram enviadas para o local algumas equipes do Batalhão de Choque da Polícia Militar.

PUBLICIDADE

Segundo a diretora da Dracco, a delegada Ana Cláudia Medina, o piloto perdeu o controle durante o voo. “O helicóptero não foi abatido, eles caíram porque se desorientaram ao voar muito baixo”, disse Medina, informando ainda que o helicóptero caiu por vota das 4h da madrugada. A autoridade disse que o helicóptero não tinha marca de balas e estava carregado com cerca de 246 quilos de droga.