in

Após 35 dias, corpo da brasileira que morreu tentando entrar nos EUA chegará ao Brasil para ser sepultado

O velório acontecerá na sábado na cidade de Vale do Paraíso, onde a família da vítima reside.

Foto: Divulgação/ Metrópoles

Nesta quarta-feira (19/10), o corpo da técnica de enfermagem Lenilda Oliveira dos Santos retornará ao Brasil após 35 dias que foi encontrado em uma área desértica na fronteira entre o México e os Estados Unidos. Depois de muitas tentativas, a família conseguiu o translado que estava sendo dificultado pela burocracia e o alto valor cobrado.

Publicidade

Em Washington DC, aconteceu um velório simbólico para os parentes da técnica de enfermagem que moram no estado. Entretanto, seus filhos e o restante da família estão no Brasil e queriam prestar as últimas homenagens e se despedir. Por isso, os parentes lutaram tanto para trazê-la de volta para o seu país de origem.

“A ficha não caiu ainda. Participei por videochamada do velório que aconteceu nos EUA, mas quando chegar aqui vai ser diferente”, disse Luanna Oliveira, filha de Lenilda, demonstrando estar muito abalada com a morte trágica da mãe.

Publicidade

Segundo o Instituto Médico Legal do estado de Ohio, a causa da morte foi inconclusiva, mas as suspeitas são que ela tenha morrido de fome e desidratada, já que foi abandonada por um grupo de amigos enquanto atravessava a fronteira ilegalmente.

Publicidade

O corpo sairá de Ohio, estado localizado no centro-oeste dos EUA e será levado para Guarulhos, em São Paulo. Contudo, quando o corpo chegar, a companhia aérea, LATAM irá fazer o transporte até o estado de Rondônia, onde a família da brasileira reside, por meio do programa Avião Solidário, utilizado em causas humanitárias.

Publicidade

 A previsão da chegada é na sexta-feira, na capital de Porto Velho. Logo depois, o corpo será transportado pelo carro da funerária até a cidade de Vale do Paraíso, onde Lenilda será velada. O velório acontecerá no sábado e será na quadra municipal da cidade. Depois, o sepultamento acontecerá no município de Ouro Preto, onde estão enterrados outros parentes da vítima.

Publicidade