in

Pai de vítima da Covid-19 desabafa em depoimento à CPI: ‘Daria tudo para que meu filho tivesse se vacinado’

Homem desabafou durante sessão realizada na CPI da Covid-19 nesta manha (18).

Edilson Rodrigues/Agência Senado

A CPI da Covid-19 realizou nesta segunda-feira (18) uma audiência pública para ouvir relatos de pessoas que foram acometidas pelo coronavírus e familiares que perderam entes por conta da doença, que já devastou mais de 600 mil vítimas em solo nacional.

Publicidade

Entre as pessoas ouvidas esteve Márcio Antonio do Nascimento Silva, que perdeu o filho de 25 anos em março do ano passado. Nitidamente emocionado, ele relatou o drama vivenciado, e disse que faria tudo para que o jovem tivesse a oportunidade de ser vacinado contra a Covid-19. 

“Eu quero que alguém me faça entender por que lutar contra a máscara, contra a vacina? Eu quero entender. Eu daria tudo para que meu filho tivesse essa chance. Daria tudo para que meu filho tivesse se vacinado”, desabafou o pai.

Publicidade

Márcio acabou ficando conhecido e foi convidado a depor na CPI da Covid-19 após recolocar as cruzes fixadas na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, que acabaram sendo derrubadas por protestantes.

Publicidade

Convite

A decisão de ouvir pessoas que lutaram contra a doença e famílias devastadas pelo coronavírus foi do vice-presidente do colegiado, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), e teve aprovação na última semana. 

Publicidade

Números

De acordo com o último boletim divulgado pelas autoridades sanitárias, o Brasil computa mais de 603 mil casos de óbitos em decorrência da Covid-19 em quase dois anos de cenário pandêmico. Ao todo, já são 21,6 milhões de casos confirmados de infecção no país. 

Ainda segundo os dados repassados, o Brasil já aplicou 258 milhões de doses da vacina contra a Covid-19, sendo que 106 milhões de pessoas já completaram o ciclo de imunização, o que representa 50% da população nacional. 

Publicidade