in

Pastor forja assalto para ficar com dinheiro do seguro custeado pela igreja, mas reviravolta acontece

Ao relatar o falso crime, o pastor afirmou que os bandidos levaram dois Iphones e R$ 12 mil da igreja.

Raquel Morais/G1

Um pastor de uma igreja evangélica de Planaltina, região administrativa do Distrito Federal, foi indiciado pela Polícia Civil do DF após abrir um boletim de ocorrência e relatar um falso roubo, forjado por ele mesmo, para embolsar o seguro do telefone da igreja onde evangeliza.

Publicidade

Segundo informações da 16ª Delegacia de Polícia de Planaltina, o religioso teria afirmado que dois indivíduos teriam efetuado um roubo com restrição de liberdade, sendo ele a vítima. O pastor afirmou ainda que os bandidos teriam levado dois Iphones, além de R$ 12 mil da igreja, que seriam destinados para a aquisição de um imóvel.

Após o pastor ter relatado a ocorrência dos crimes, uma equipe da Polícia Civil ainda chegou a realizar diligências na região onde teriam ocorrido os supostos crimes, porém, após averiguações por parte dos policiais, eles acabaram descobrindo que os bandidos, na verdade, nunca existiram, e que tudo não passava de um golpe.

Publicidade

As descobertas levaram a equipe a constatar que os dois aparelhos sequer teriam saído da posse do pastor e de sua filha. Além disso, a polícia também descobriu que esta não foi a primeira vez que essa situação aconteceu.

Publicidade

Após averiguações, as autoridades policiais descobriram outras ocorrências semelhantes e tomaram conhecimento de que o pastor havia recebido seguro pelo roubo de diversos smartphones do modelo Iphone e as apólices, ainda por cima, eram custeadas pela igreja.

Publicidade

Com as descobertas, o pastor acabou sendo indiciado pelos crimes de apropriação indébita qualificada em razão da profissão, fraude a seguros, além de falsa comunicação de crime.

Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.