in

Mãe terminou presa após se recusar a sair do lado da filha que está em hospital

A mulher se recusou a sair do quarto e acabou sendo presa por não querer deixar a filha para trás.

Marie Claire

As mães estão dispostas a tudo para poder proteger os filhos. Na maioria dos casos, elas estão dispostas a se sacrificar em prol do bem-estar dos herdeiros. Isso acontece independente da idade. O amor sublime das mães pelos filhos é algo imensurável. Uma mulher acabou sendo presa justamente por se recusar ao sair do lado da filha.

Publicidade

Lynn Savage, de 70 anos, foi parar atrás das grades por ter negado deixar a filha Amber em um hospital. Apesar de ter sido presa, ela contou durante uma entrevista concedida a uma emissora local que não se arrepende da sua atitude. A prisão da mulher foi baseada em uma acusação de invasão. O motivo foi ter discordado com as horas de visitação da instituição de saúde. A filha de Lynn foi submetida a um procedimento cirúrgico no cérebro e está se recuperando no Health North, que fica localizado em Jacksonville, no estado da Flórida, Estados Unidos.

A mulher fez um desabafo sobre a situação e explicou que não poderia deixar a filha sem saber como ela passaria a noite. A mãe afirmou que ficou na unidade hospitalar desde Às 6h30 da manhã e explicou que estava servindo de intérprete da filha que tem o lado esquerdo do corpo paralisado em virtude de um derrame sofrido.

Publicidade

Em um determinado momento, o médico havia solicitado que ela entrasse no quarto de Amber para acalmar a filha depois do procedimento cirúrgico. Com a mãe perto, ela ficou mais tranquila. No entanto, quando o horário de visitas chegou ao fim, uma enfermeira falou que a mãe precisava deixar o quarto. Porém, ela se recusou afirmando que precisava ficar ao lado da filha.

Publicidade

A profissional discordou da atitude e explicou que devido ao protocolo de Covid-19 as visitas tinha um período limitado. Os seguranças entraram no local pedindo para que a mulher saísse. Passado algumas horas de negociação, Lynn acabou sendo encaminhada a prisão e ficou lá por um dia.

Publicidade
Publicidade