in

Mulher ‘acorda’ dentro de caixão após velório de 8 horas; humorista viraliza ao relatar o caso

A mulher apresentou sinais vitais após oito horas do velório que ocorria normalmente.

G1

Uma situação inusitada acabou virando notícias em vários portais. A família da Dona Carolina Lopes de Almeida, de 93 anos, viveu uma situação atípica e completamente inusitada. Durante o velório da idosa, que acontecia normalmente na cidade de Guiratinga, interior do estado de Mato Grosso, uma das pessoas presentes percebeu que a temperatura da mulher estava anormal.

Publicidade

Isso porque essa pessoa notou que após oito horas de velório, o corpo de Dona Caluzinha, apelido da idosa, estava mais alta do que o comum. Por esse motivo, os presentes decidiram chamar um médico. O profissional constatou haver sinais vitais e a mulher foi levada ao hospital do município.

Infelizmente, o óbito de dona Caluzinha foi constatado novamente pela unidade de saúde. A mulher foi enterrada no último domingo, 9 de outubro. A história acabou se espalhando pela região por meio do perfil do comediante Ataíde Arco Verde, morador da cidade. Segundo informação de um site local, uma equipe médica fez as manobras de ressuscitação, porém, a idosa não recobrou a consciência.

Publicidade

A morte foi novamente constatada, mas os profissionais não souberam esclarecer as possíveis causas da confusão. Conforme o texto, a mulher sofria de mal de Alzheimer há cerca de 20 anos e a saúde já era debilitada. Contudo, ela sempre foi muito querida e amada pelos familiares. A família lamentou o fato de que a mulher havia sido preparada para o enterro com chumaços de algodão introduzidos na boca e nariz. Os parentes acreditam que talvez o socorro pudesse ter funcionado se esses recursos não tivessem sido usados.

Publicidade

Humorista viraliza ao contar o caso na web

Publicidade

Moradores da localidade comentaram na postagem do ator e e humorista que viralizou ao relatar o caso da morte da idosa. Bem-humorado, o artista deu um tom leve ao caso que acabou repercutindo na cidade.

Apesar de não haver certeza sobre o diagnóstico da mulher, existe uma condição clínica chamada pela medicina de catalepsia, que pode ocasionar uma morte falsa. Neste tipo de situação, os sinais vitais ficam reduzidos e o indivíduo paralisado com a musculatura enrijecida e sem nenhum reflexo.

Publicidade
Publicidade