in

Mulher fica com ‘boca gigante’ após picada de lacraia; quais consequências e como evitar esse tipo de acidente

A jovem de 21 anos foi picada pelo animal durante a madrugada enquanto dormia.

Foto: G1

A jovem Nataly Galdino, de 21 anos, foi picada por uma lacraia enquanto dormia em sua residência que fica na cidade de São Vicente, região litorânea de São Paulo. A mulher ficou com o lábio gigante e foi necessário buscar ajuda em um hospital. Passado o susto, a estagiária usou as redes sociais para fazer um importante alerta.

Publicidade

As lacraias injetam um veneno que fica presente em suas glândulas do tronco. Apesar de ser algo assustador, segundo informação do Ministério da Saúde, o veneno do animal é pouco tóxico para o ser humano. A jovem foi picada pela lacraia durante a madrugada do último sábado, 11 de outubro.

Conforme a jovem, a garganta dela fechou e a dor foi ficando cada vez mais forte. Quando sentiu a picada, o primeiro intuito foi tentar retirar o bicho, mas teve uma certa dificuldade pois ele não desgrudava. “Eu puxei e não queria soltar, fiquei cinco segundos tentando, com uma dor insuportável e não desgrudava. Eu levantei da cama, liguei a luz, vi minha boca cortada e a lacraia, gigante, na coberta”, explicou. Já apresentando dificuldade para respirar, ela contou com a ajuda dos pais para ser socorrida. Ela foi medicada e depois de duas horas de observação foi liberada do hospital.

Publicidade

As lacraias são conhecidas como centopeias, sendo animais caçadores noturnos. Eles podem chegar a medir até 23 centímetros. Vale ressaltar que conforme dados do Ministério da Saúde, o veneno da lacraia é pouco tóxico para o ser humano. Os sintomas consistem em inchaço e dor no local da picada. Contudo, a vítima pode ter calafrios, sudorese, tremor e febre. Em caso de acidente envolvendo o animal, o ideal é buscar ajuda de um médico.

Publicidade

Como evitar acidentes com lacraia

Esse tipo de animal gosta de umidade, por isso algumas medidas simples podem ajudar a evitar e prevenir acidentes com as lacraias.

Publicidade
  • Manter ralos limpos e fechados quando não estiverem sendo usados;
  • Manter caixa de gordura e esgotos fechadas e limpas;
  • Jardins devem ser mantidos limpos e com a grama aparada;
  • Garagens, quintais e porões não devem funcionar como um deposito de objetos, já que podem servir de esconderijo para as lacraias.

Sempre fique atento e siga essas dicas para evitar acidentes desse tipo, que apesar de não ser algo fatal, trás transtornos a vítima. 

Publicidade
Publicidade