in

Idosa é velada viva por oito horas no MT e final da história impacta

Caso foi registrado na última semana, em cidade do interior mato-grossense.

Montagem - Divulgação - G1 - O Bom da Bahia

Um caso atípico foi registrado na última semana na cidade Guiratinga, no Mato Grosso. A cerimônia de velório da idosa Carolina Lopes de Almeida, de 93 anos, teve que ser paralisada após familiares descobrirem que ela apresentava sinais vitais.

Publicidade

De acordo com informações do portal “G1”, convidados presentes no momento do último adeus à Caluzinha, apelido da senhora, perceberam que o corpo dela estava quente. Inicialmente, os familiares acharam que a alteração estava sendo motivada pelo forte calor do município mato-grossense.

Contudo, um médico foi acionado e para a surpresa de todos, ele diagnosticou que Carolina Lopes de Almeida estava sendo velada viva há oito horas. Imediatamente, os familiares conduziram ela para o Hospital Oswaldo Cruz, situado na cidade, mas quando a idosa chegou no local teve novamente o atestado de óbito divulgado, mas desta feita, a morte de fato foi confirmada. 

Publicidade

No dia seguinte, o último sábado (9), Caluzinha recebeu uma nova cerimônia de velório e foi sepultada logo na sequência no município, sob forte comoção dos seus entes familiares.

Publicidade

Silêncio

Procurados pela reportagem, os familiares da idosa não quiseram se pronunciar sobre o caso, destacando que o episódio deixou todos intensamente abalados. A unidade hospitalar em que Carolina Lopes estava internada da primeira vez e foi dada como morta, não quis se pronunciar. A causa da morte da vítima não foi revelada.

Publicidade

Um secretário do município mato-grossense também foi acionado para se posicionar sobre o caso, mas também não se pronunciou. 

Publicidade
Publicidade