in

Bolsonaro se irrita ao ser questionado sobre as 600 mil mortes por Covid e dispara: ‘Não vim me aborrecer aqui’

O presidente Jair Bolsonaro se irritou ao ser questionado sobre as vidas perdidas na pandemia durante sua visita ao Guarujá.

i7News/Youtube/Vejapontocom/PrtScr

Nesta segunda-feira, 11, o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que não havia ido até o Guarujá para se aborrecer, isso após ter sido questionado por uma jornalista sobre as 600 mil vidas perdidas pela Covid-19 no Brasil, marca que foi atingida na última sexta-feira, 8.

Publicidade

O presidente respondeu ao questionamento se mostrando irritado com a situação e questionando a jornalista qual foi o país que não morreu ninguém. “Qual país não morreu gente?”, disparou o chefe do Executivo, que ainda repetiu a sua pergunta por mais duas vezes. “Olha, não vim me aborrecer aqui, por favor”, disparou Bolsonaro.

Vale destacar que o Brasil é o 2º país que mais registrou mortes por Covid-19 em termos absolutos, ficando atrás apenas dos Estados Unidos.

Publicidade

E mais, o presidente ainda aproveitou o momento para avisar que não o chamem de negacionista, isso ressaltando que em dezembro do ano passado, ele assinou um “checão” no valor de R$ 20 milhões para a compra de imunizantes contra o coronavírus.

Publicidade

Também nesta segunda-feira, 11, o presidente disse ser um “escravo das leis” ao justificar o seu veto ao projeto de lei que prevê a distribuição gratuita de absorventes às mulheres e meninas carentes. Vale destacar que o projeto foi aprovado no Congresso, por isso, o veto do presidente acabou causando a indignação de muitos brasileiros.

Publicidade

Para justificar sua decisão, Bolsonaro disse não poder sancionar um projeto se o mesmo não tiver uma fonte de recurso. Caso o fizesse, o chefe do Executivo diz que poderia ser indiciado por crime de responsabilidade.

Publicidade
Publicidade