in

Após prometer revelação ‘quentíssima’, Malafaia ‘denuncia’ jantar de ministros com Renan Calheiros

O pastor voltou a web comentando sobre o jantar de ministros com o relator da CPI da Covid horas após ter prometido revelação “quentíssima”.

Youtube Silas Malafaia

Na manhã desta segunda-feira, 11, o pastor Silas Malafaia afirmou que dois ministros do governo Jair Bolsonaro não tinham mais “condições morais” de continuarem exercendo suas funções e, inclusive, disse que iria fazer uma revelação “quentíssima”. Depois disso, na tarde desta segunda-feira, o pastor publicou um vídeo em seu canal do Youtube para explicar do que estava falando.

Publicidade

Na gravação, o líder político citou uma notícia divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo de que o ministro Ciro Nogueira, da Casa Civil, teria jantado com o relator da CPI da Covid, o senador Renan Calheiros. No vídeo, Malafaia chega a se referir a Calheiros como sendo “o cara que quer destruir Bolsonaro”.

Além disso, o líder religioso ainda disse que Nogueira “deveria convocar a imprensa”, para assim, afirmar o seu apoio a indicação de André Mendonça ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Publicidade

Ainda com base nas informações divulgadas pelo Folha de S. Paulo, Malafaia citou que o ministro Fábio Faria, das Comunicações, também teria participado do jantar ao lado de Nogueira e Calheiros. No entanto, ainda na gravação, o pastor afirmou que o ministro negou que esteve no encontro.

Publicidade

O pastor também chegou a citar a ministra Flavia Arruda. Segundo o líder religioso, todos esses são considerados “políticos”, por isso, deveriam defender a indicação de André Mendonça ao STF. Destacando que os políticos citados por ele seriam “obrigados” a defenderem a indicação de Bolsonaro, Malafaia questionou: “Não querem? Caiam fora daí”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade