in

Bolsonaro diz que vai retirar dinheiro da Saúde e Educação, caso Congresso derrube o veto aos absorventes

Presidente fez esta declaração em uma entrevista concedida neste último domingo (10).

REPRODUÇÃO/FACEBOOK/JAIR BOLSONARO

Neste último domingo (10), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) concedeu uma entrevista que foi transmitida pela internet e afirmou que irá retirar dinheiro da pasta da Saúde e da Educação, caso o Congresso Nacional derrube o seu veto sobre a distribuição gratuita de absorventes a estudantes de baixa renda. 

Publicidade

A decisão de Bolsonaro em vetar a distribuição gratuita de absorventes foi uma grande polêmica na semana. O presidente alegou que no texto do projeto não havia a fonte de onde sairia o dinheiro para custear a distribuição, tornando o projeto inconstitucional.

Na entrevista, Bolsonaro afirmou que o projeto estabelece a distribuição gratuita, mas ‘não será uma cegonha que levará os produtos até as meninas necessitadas’ e a despesa com os itens de higiene básica custaria mais de R$ 100 milhões.

Publicidade

Se o Congresso derrubar o veto do absorvente eu vou tirar dinheiro da Saúde e da Educação, tem que tirar de algum lugar“, declarou o presidente.

Publicidade

Além da polêmica com os absorventes, Bolsonaro também aproveitou do espaço para criticar a CPI da Covid e as medidas restritivas de isolamento social. De acordo com o presidente, a alta da inflação se deve às medidas de segurança adotadas pelos governadores durante a pandemia, pois a economia foi duramente prejudicada.

Publicidade

O presidente voltou a declarar que apoia o tratamento precoce da doença e que dúvida da eficácia das vacinas distribuídas. Bolsonaro aproveitou o feriado prolongado para se dirigir até o Guarujá-SP, pois não há qualquer compromisso oficial marcado.

Publicidade
Publicidade