in

Presa por furtar refrigerante, miojo e suco, mãe de cinco filhos tem liberdade negada pela Justiça de SP

Mulher alegou que estava sentido muita fome, por isso resolveu furtar os produtos.

Thinkstock

No dia 29 de setembro, uma mulher de 41 anos furtou uma Coca-Cola de 600ml, um miojo e um sachê de suco em um supermercado na Vila Mariana, Zona Sul de São Paulo. Ela foi pega em flagrante pela Polícia Militar e fugiu, sendo capturada logo depois por uma viatura. Após a prisão, ela declarou que decidiu furtar porque estava com fome.

Publicidade

O caso dela foi encaminhado à Defensoria Pública de São Paulo, que solicitou às autoridades o relaxamento da prisão da mulher, visto que a mesma possui cinco filhos, o mais novo de apenas 2 anos. A Defensoria Pública alegou que a mulher estava em estado de necessidade de se alimentar, por isso tomou a atitude drástica de furtar o estabelecimento.

Contudo, mesmo com a argumentação da Defensoria Pública, a juíza Luciana de Menezes não concedeu liberdade à mulher, assim atendendo ao pedido do Ministério Público. A promotora, Celeste Leite afirmou que presa já possuía antecedentes criminais, e que, caso tivesse a sua liberdade concedida, voltaria a praticar novos crimes.

Publicidade

De acordo com os policiais que atenderam a ocorrência, a mulher, no momento da fuga, caiu e bateu com a testa no chão, sendo prontamente socorrida pelas autoridades e encaminhada ao hospital antes de ser levada à delegacia. Contudo, a juíza do caso solicitou um exame de corpo de delito para averiguar se o relato dos policiais é verdadeiro.

Publicidade

Após não conseguirem a liberdade da mulher, os defensores públicos ingressaram com uma ação no TJ-SP solicitando que a pena seja convertida em prisão domiciliar, entretanto, nenhum desembargador do Tribunal de Justiça se manifestou até o momento.  

Publicidade
Publicidade
Publicidade