in

Bolsonaro volta a polemizar ao questionar imunização da população: ‘Por que vacina?’

Chefe do Executivo optou por não se vacinar e segue gerando polêmica sobre a pandemia.

MARCOS CORRÊA/PR

O presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, voltou a discursar de forma contrária à imunização contra o coronavírus nesta quinta-feira (7). Participando de uma cerimônia no Palácio do Planalto, o chefe do Executivo citou menor taxa de mortalidade entre o público de 20 anos e indagou quem acompanhava o evento e o seu pronunciamento.

Publicidade

Durante sua fala, o presidente perguntou ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, sobre o índice de infecções em jovens e justificou que tudo, na verdade, poderia se tratar de um “negócio”. “O número de pessoas que morre por covid abaixo de 20 anos, tá, hein, Queiroga, 99,999 alguma coisa não é isso Queiroga? Então por que vacina, meu Deus do céu? Será que é um negócio que estamos vendo em jogo no Brasil e no mundo?”, disparou o chefe do Executivo, diante da imprensa e integrantes do seu governo. 

Bolsonaro ainda falou que tudo que contraria a imprensa é classificado como “fake news”, e que o politicamente correto acaba impedindo que verdades venham à tona. 

Publicidade

Números no Brasil

O Brasil deve se aproximar brevemente da marca expressiva de 600 mil mortes em decorrência da Covid-19. O número de casos, de acordo com o boletim mais atualizado, é de 21,5 milhões em solo nacional. 

Publicidade

Neste paralelo em que os casos diminuíram significativamente, a campanha de vacinação da população segue a todo vapor, tendo completado um grande contingente de brasileiros. Classes prioritárias, inclusive, já começaram a ser imunizadas com a terceira dose, intitulada de dose de reforço.

Publicidade

Publicidade
Publicidade