in

Estudante de 10 anos morre de Covid-19 e pai lamenta perda filha: ‘Ela era saudável e forte’

A menina tinha apenas 10 anos e, segundo a família, não sofria de nenhuma doença pré-existente.

Noticias ao Minuto

A pandemia do coronavírus continua fazendo vítimas pelo mundo. No Brasil, a Covid-19 fez quase 600 mil vítimas fatais. Com o avanço da vacinação no país, os números de casos vem caindo, porém os especialistas afirmam que ainda não é o momento de relaxar com as medidas de proteção, como o uso de máscara.

Publicidade

As crianças ainda não podem ser imunizadas, pois a vacina para os pequenos continua na fase de testes. Apesar de ser considerada as complicações por causa da doença, elas acabam acontecendo. Infelizmente, uma família está sofrendo a dor de perder um ente querido para o vírus.

Teresa Sperry, uma menina de apenas 10 anos, morreu vítima do coronavírus. A criança que morava na Virginia, nos Estados Unidos, faleceu no dia 27 de setembro após sofrer complicações em virtude da enfermidade. Nicole e Jeff, pais de Teresa, concederam uma entrevista a emissora CNN e relataram que a filha não possuía nenhum tipo de comorbidade.

Publicidade

O primeiro sintoma da criança aconteceu no dia 22 de setembro e a família acreditou que se tratava apenas de uma simples dor de cabeça. A mãe disse que enxaqueca é algo comum na família e após ter dado um remédio para a filha, ela se sentiu melhor. No entanto, no dia seguinte a pequena chegou da escola e foi direto para cama.

Publicidade

Após fazer o teste foi detectado que a menina estava com Covid. O médico orientou que a família fizesse a quarentena. Segundo os pais da criança, dias depois ela aparentemente parou de respirar e foi levada ao hospital. “Ela era saudável e forte. E apenas cinco dias foram necessários para derrubá-la”, desabafou o pai.

Publicidade

Nicole, o marido e os dois filhos mais velhos já estão vacinados, mas Teresa e o irmão caçula eram jovens para poder se vacinar. A americana lamentou que a pandemia ainda não tenha chegada ao fim e disse que fica incomodada por ver tantas pessoas indiferentes ao vírus que tirou a vida da sua única filha.

Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.