in

Caso Henry: na delegacia, Monique pediu pizza e tirou selfie; Jairinho fez piadas

O delegado Henrique Damasceno, que foi a 1ª testemunha no julgamento, disse que a mãe de Henry se mostrou “completamente à vontade” na delegacia.

Reprodução/Instagram

A primeira testemunha da fase preliminar do julgamento do homicídio do pequeno Henry Borel Medeiros, de 4 anos, foi o delegado Henrique Damasceno, que acabou trazendo à tona mais detalhes sobre o caso, inclusive, a respeito do dia em que a mãe do menino, Monique Medeiros, estava prestando depoimento na delegacia.

Publicidade

Segundo ele, Monique se mostrou “completamente à vontade” na delegacia, pediu pizza e até tirou selfie, como já havia sido noticiado anteriormente pela imprensa. O médico e vereador Jairo Santos Júnior, mais conhecido como Doutor Jairinho, por sua vez, chegou até a fazer piadas enquanto estava na 16ª DP.

Em seu depoimento, Henrique relatou um comportamento muito atípico da mãe do menino enquanto ela prestava depoimento no dia 17 de março. No momento em que o delegado dava detalhes sobre o comportamento de Monique, o advogado dela, Thiago Minagé, e o promotor Fábio Vieira, discutiram.

Publicidade

Fotos resgatadas do aparelho celular da mãe de Henry mostram que, no dia do depoimento, ela chegou até a se preocupar com o look que usaria. Horas antes de chegar à delegacia, Monique Medeiros trocou de roupa ao menos duas vezes. Primeiro, ela experimentou um macacão preto, no entanto, após consultar um advogado, ela decidiu usar um conjunto social branco.

Publicidade

Antes mesmo de ter comparecido à 16ª DP para prestar depoimento, o comportamento de Monique Medeiros já vinha sendo estranhado por muitos. Um dia após o enterro de Henry Borel, no cemitério do Murundu, em Realengo, a professora teria comparecido a um salão de beleza localizado em um shopping na Barra da Tijuca.

Publicidade

Publicidade
Publicidade