in

Ginecologista preso em Goiás se insinuou para paciente em mensagem: ‘posso testar’

Nicodemos Júnior Estanislau Morais foi preso no dia 29, pela Polícia Civil de Goiás.

Divulgação Polícia Civil

O ginecologista Nicodemos Júnior Estanislau Morais, de 41 anos, foi preso na semana passada em Anápolis, Goiás, suspeito de cometer abusos contra pacientes. O inquérito é conduzido pela delegada Isabella Joy e o médico pode ser indiciado pelo crime de violação sexual mediante fraude.

Publicidade

Através de nota, a defesa de Nicodemos se manifestou e afirmou que o ginecologista recebeu com tranquilidade as denúncias. Segundo a defesa, pacientes entraram em contato com a família do médico para depor a favor dele. O movimento contrário também aconteceu.

Até sábado, 48 depoimentos haviam sido registrados. No dia seguinte à prisão, 50 mulheres haviam ligado para a polícia. A delegacia que investiga o caso criou uma força-tarefa para atender todas as denunciantes. As pacientes disseram que o médico já tentou beijá-las e agarrá-las.

Publicidade

Publicidade

Médico enviou mensagem para paciente

Uma das pacientes que prestou depoimento mostrou à delegada a troca de mensagens com o médico ginecologista. A mulher pediu informações ao médico sobre um método contraceptivo. Ela perguntou se não atrapalhava a relação e se o namorado iria sentir.

Publicidade

“Bom, minha namorada já usou e eu não percebi diferença alguma. Posso testar (risos). Brincadeira”, escreveu o médico.

Pacientes relataram que Nicodemos teria feito elas colocarem as mãos em suas partes íntimas. A delegacia segue investigado o caso. Após o fim do inquérito, Isabella Joy pode arquivá-lo ou enviá-lo ao Ministério Público, órgão responsável por oferecer a denúncia à Justiça. 

Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!