in

Menino de 6 anos se recusa a tirar máscara para fotografia da escola e recebe R$ 180 mil como ‘prêmio’

O pequeno surpreendeu ao mostrar o quanto segue a risca as orientações da mãe.

G1

Um garotinho de apenas seis anos mostrou o que é realmente ser um filho obediente. O pequeno Mason Peoples seguiu criteriosamente tudo que a mãe ensina. E no dia de participar de um registro importante na escola, ele não agiu diferente. Na data em que todos os colegas da instituição de ensino seriam fotografadas, o pequeno surpreendeu a todos com sua atitude.

Publicidade

O caso aconteceu na Virgínia, que fica localizada nos Estados Unidos. Quando chegou a sua vez de tirar a fotografia, o profissional pediu para que o pequeno Mason retirasse a máscara. Foi quando o estudante disse que a mãe havia falado que ele deveria ficar o tempo todo usando o acessório. A retirada somente deveria ocorrer quando fosse se alimentar quando não tivesse ninguém perto.

O fotógrafo tentou argumentar com a criança e explicou que para fazer o registro estaria tudo bem. O menino disse que não e ainda ressaltou que a mãe havia falado muito sério e por esse motivo não podia tirar a máscara. Por fim, Mason deixou claro que sempre escuta o que a mãe fala. Com isso, a foto do garotinho, feita na escola, acabou sendo de máscara mesmo.

Publicidade

A mãe, orgulhosa da postura do filho pela sua obediência, fez questão de dividir o acontecimento com os internautas. Ela compartilhou a fotografia tirada do filho na escola e ainda reproduziu o diálogo que a criança teve que o profissional que fez o registro. A mulher frisou quanto estava sentindo orgulho do pequeno. “Estou tão orgulhosa por ter cumprido sua palavra, mas eu deveria ter sido mais clara sobre as regras desse dia [da foto]”, escreveu a americana em sua rede social.

Publicidade

A fotografia do estudante obediente acabou viralizando nas redes sociais. Com isso, Mason passou a ser visto com uma referência infantil nos protocolos de prevenção contra o coronavírus. Nos comentários, muitas pessoas queriam doar dinheiro como recompensa para o garotinho. Por isso, a mãe criou uma vaquinha online para ajudar na faculdade do filho e já havia sido arrecadado o valor de 180 mil reais.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.