in

Brasileiro é morto no Paraguai e bilhete ameaçador é encontrado junto ao corpo

Rogério foi ao Paraguai a trabalho e tinha retorno ao Brasil previsto para o mês de outubro.

Reprodução/Redes sociais

Rogério Laurete Buosi, brasileiro de 26 anos de idade, foi encontrado dentro de sua casa, em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, com 13 perfurações por arma de fogo, no último sábado (25). Junto ao corpo foi encontrado um bilhete com um aviso ameaçador.

Publicidade

Assinado pelo grupo Justiceiros da Fronteira, o bilhete dizia “não roubar na fronteira”, dando a entender que o grupo teria feito justiça com as próprias mãos após Rogério supostamente ter cometido algum crime no território paraguaio.

De acordo com informações divulgadas pelo portal de notícias Uol, o brasileiro teria ido de mudança para o Paraguai a convite de amigos para trabalhar. A mudança teria se dado no mês de julho e seu retorno para o Brasil estaria previsto para outubro.

Publicidade

Rogério foi encontrado com perfurações feitas por projéteis de uma pistola 9mm. A residência do rapaz não aparentava sinais de arrombamentos, o que fez com que a polícia viesse a crer que o autor dos disparos era conhecido da vítima e teve sua entrada na casa permitida pelo mesmo. O dono do imóvel onde o brasileiro vivia não foi encontrado para prestar depoimento.

Publicidade

Ana Lara Batista Leal, 21, irmã da vítima, afirmou que só tomou conhecimento do que havia ocorrido com seu irmão por meio de uma amiga do mesmo e que nenhuma informação oficial foi passada para a família.

Publicidade

“Pelo bilhete encontrado, estão dizendo que ele estava envolvido com roubos, mas temos certeza de que ele não fez nada de errado. Além de estarmos lidando com a dor da morte dele, ainda temos que ouvir essas coisas”, disse a jovem.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.