in

Morte de modelo liga alerta sobre cuidado a ser tomado ao andar no banco traseiro de carro

Aos 35 anos, Amanda Pedrassa morreu em acidente na rodovia BR-053, em Anápolis.

Instagram Amanda Pedrassa de Souza

A morte da modelo Amanda Pedrassa de Souza, de 35 anos, continua repercutindo. A paulista morreu em acidente de carro na BR-153, em Anápolis (GO). Amanda viajava acompanhada de um casal de tios. Ela estava no banco de trás do veículo.

Publicidade

O acidente aconteceu no sábado (25). O carro com os três ocupantes passou por um espelho d’água na pista, o motorista perdeu o controle e o veículo capotou. Amanda era a única que estava sem cinto de segurança no momento do capotamento. A modelo chegou a ser socorrida, mas os ferimentos eram muito graves e ela não resistiu. 

Modelo não usava cinto de segurança 

Você usa cinto de segurança quando está dirigindo ou no banco do carona? A resposta da maioria para essa pergunta deve ser sim. Quem anda de carro frequentemente sabe que você acaba criando um hábito de logo colocar o cinto ao entrar no veículo.

Publicidade

Mas se a pergunta for sobre usar o cinto de segurança no banco de trás a reposta, provavelmente, será diferente. Levantamento da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego, de 2018, mostrou que apenas 7% dos passageiros usam o cinto quando estão no banco de trás de um veículo. O número é preocupante.

Publicidade

Todos os ocupantes de um veículo devem usar o cinto de segurança. O dispositivo de segurança evita, por exemplo, que uma pessoa seja arremessada para fora do carro em um momento de acidente. Também evita que a pessoa sem cinto seja jogada para cima de quem está nos bancos da frente – motorista e carona – em caso de parada brusca do veículo. Todo cuidado é pouco.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!