in

Mulher é suspeita de enviar doces envenenados para o ex-namorado e sua noiva; uma criança está entre os internados

Inquérito aponta a ex-namorada do rapaz como a responsável pelo envio dos doces envenenados.

Metrópoles

A Polícia Civil de Minas Gerais chegou até uma mulher suspeita de enviar doces envenenados a um casal. Após uma minuciosa investigação, a ex-namorada de Dione Quirino foi apontada como possível responsável por enviar os doces para ele e à sua noiva, Amanda Cássia Lopes. O caso se deu em Jaíba, interior mineiro.

Publicidade

Segundo informações divulgadas pelo delegado responsável pelo caso, Marconi Vieira Rocha, a suspeita é ex-namorada do noivo e não aceitava o fim do relacionamento, além disso, para despistar a polícia, ela teria realizado o envio de outra cidade.

Ao portal de notícias UOL, o delegado Marconi afirmou que a suspeita viajou 35 quilômetros distante de Jaíba, para outra cidade, de onde entregou uma encomenda para um moto-taxi, que repassou o embrulho para um taxista, sendo este último o responsável pela entrega dos doces envenenados para as vítimas.

Publicidade

Na última sexta-feira (24), um mandado de busca e apreensão foi cumprido pela polícia na casa da suspeita. No local, os agentes encontraram a bolsa utilizada para realizar a entrega, devolvida à suspeita após a conclusão do serviço.

Publicidade

Além do ex-namorado da suspeita e de sua noiva, a mãe do rapaz, sua cunhada, uma sobrinha e o cachorro da família também acabaram ingerindo os doces.

Publicidade

Ainda de acordo com informações do delegado, os quatro adultos permanecem internados no Hospital Municipal de Jaíba a apresentam um quadro de pneumonia. A criança precisou ser transferida para Janaúba, onde também segue internada. Já o cachorro acabou vindo a óbito.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.