in

Adolescente negra é barrada em shopping após ser confundida com pedinte

O episódio aconteceu no Shopping Pátio Portugaleria, em Fortaleza, nessa última quarta-feira (22).

Reprodução/TV Verdes Mares

Uma adolescente negra acabou sendo impedida de entrar em um shopping do Bairro Cocó, em Fortaleza, após ser confundida por uma segurança como uma pedinte. O episódio aconteceu nessa última quarta-feira (22) e gerou grande revolta do pai da jovem, que é defensor público.

Publicidade

Adriano Leitinho, pai da adolescente Mel Campos, utilizou suas redes sociais para relatar o episódio e considerou o ato como racismo, já que sua filha de 16 anos é negra. O defensor público procurou a Delegacia da Defesa da Criança e do Adolescente de Fortaleza e registrou uma notícia crime sobre o episódio.

Nas redes sociais, ele relatou que Mel estaria indo para a padaria “Portugália” para comer e se encontrar com ele, mas foi abordada ao tentar entrar no shopping. A segurança disse que ela não poderia ficar pedindo dentro do shopping, mas a jovem conseguiu entrar após explicar que era cliente e estava ali para comprar.

Publicidade

O defensor ainda declarou que sua filha foi tratada como pedinte apenas por ser negra, associando a cor de sua pela à pobreza. Além disso, ressaltou que, mesmo que fosse algum pedinte, a abordagem ainda era racista e discriminatória.

Publicidade

Mel Campos explicou que não percebeu de imediato o episódio de racismo, somente entendendo a situação quando conversou com uma amiga sobre o ocorrido e que lhe alertou sobre a situação, aconselhando a conversar com o pai 

Publicidade

Shopping Pátio Portugaleria se manifesta

A TV Verdes Mares buscou contato com o Shopping Pátio Portugaleria para obter detalhes sobre o episódio e a gerente do local, Lúcia Alves, confirmou a situação, aproveitando para se desculpar com Adriano e Mel.

Lúcia revelou que, segundo relato da segurança, a jovem ficava correndo entre o shopping e um posto de gasolina ao lado do local, sendo o motivo de achar que a adolescente era pedinte. A funcionária pediu demissão nessa quinta-feira (23).

Publicidade
Publicidade