in

Vídeo: ministro da Saúde é flagrado fazendo gesto obsceno para manifestantes em Nova York

As pessoas estavam no lado de fora do local onde Bolsonaro se reunia para um jantar e protestavam contra seu governo.

Reprodução/Twitter/Metrópoles/Montagem: Higor Mendes

Bolsonaro e sua comitiva eram aguardados por um grupo de manifestantes no momento de sua saída de uma recepção na noite desta segunda-feira (20), em Nova York. Na cidade ocorrerá a 76ª Assembleia Geral da ONU. Na ocasião, as pessoas presentes no local gritavam palavras de ordem contra o chefe de estado brasileiro.

Publicidade

Anteriormente, ao chegar no local para o jantar, Bolsonaro se dirigiu aos manifestantes presentes no local com um sinal de menos com as mãos, porém, algumas pessoas que acompanhavam o presidente acabaram cedendo às provocações e responderam de forma mais ríspida.

Logo em seguida, passou a circular nas redes sociais um vídeo onde Marcelo Queiroga, ministro da Saúde, mostra o dedo do meio para as pessoas que protestavam em frente ao local da recepção.

Publicidade

Publicidade

Nesta terça-feira (21), o primeiro discurso da 76ª Assembleia Geral da ONU será realizado por Jair Bolsonaro, dando continuidade a tradição observada desde 1947, com um representante brasileiro encarregado de dar o pontapé inicial nas falas dos líderes mundiais.

Publicidade

Oposição em Nova York

Nesta segunda-feira (20), um caminhão circulou pelas ruas de Nova York com telões exibindo imagens e textos contrários ao presidente Jair Bolsonaro. Frases como “Bolsonaro mentiroso” e “Bolsonaro queima a Amazônia” junto ao som de labaredas de fogo e imagens de florestas em chamas e do próprio Bolsonaro com o rosto pegando fogo puderam ser vistas

Pontos muito conhecidos da cidade, como a Times Square, Wall Street e o World Trade Center foram visitados pelo caminhão. A iniciativa contou com financiamento vindo de ONGs e foi pensada por ativistas brasileiros e americanos.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.