in

Abandonada pelos amigos de infância, brasileira morre tentando entrar ilegalmente nos EUA

Lenilda morreu de fome e de sede no deserto do estado do Novo México, na quarta-feira.

Arquivo pessoal Lenilda

Lenilda dos Santos, de 50 anos, tinha o sonho de ir morar nos Estados Unidos. A brasileira tentou entrar nos país de forma ilegal, mas acabou não resistindo e morreu. Os detalhes estão repercutindo nas redes sociais.

Publicidade

O corpo de Lenilda foi encontrado por patrulheiros norte-americanos no deserto de Deming, no estado do Novo México, na quarta-feira (15). Lenilda tentava atravessar o deserto e entrar no país ilegalmente, acompanhada por três amigos de infância e um guia que foi contratado para guiá-los, o chamado “coiote”.

Diante do calor muito forte e sem água, Lenilda começou a passar mal e foi deixada para trás pelos amigos. Eles teriam prometido voltar para resgatá-la. A irmã de Lenilda, Leci Pereira, desabafou em entrevista ao jornal O Globo. “Como que se larga um ser humano no deserto sem comida, sem água?”, questionou a mulher.

Publicidade

Leci ainda afirmou que está sentindo uma dor muito grande com o falecimento da irmã. Técnica de enfermagem, Lenilda conseguia se comunicar com a família por celular. Os parentes ficaram desesperados e buscaram contato com brasileiros. Um brasileiro de Ohio, identificado como Kleber Vilanova, foi localizado. Ele contou que os amigos de Lenilda não chamaram o resgate porque temiam ser presos.

Publicidade

Abandonada pelos amigos de infância, sem comida e sem água, a mulher de 50 anos não resistiu e morreu. Divorciada, Lenilda deixa duas filhas e a família inconsolável com o fim trágico. Leci criticou os amigos da irmã. Segundo ela, as pessoas pensaram apenas em si. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!