in

Conheça detalhes, sintomas e tratamento da doença rara que matou criança de 10 anos durante brincadeira

O menino estava brincando com os coleguinhas quando se sentiu mal e acabou não resistindo.

G1/Agência CNI

O caso de um garoto de apenas 10 anos, que morreu enquanto estava brincando com os coleguinhas, gerou grande repercussão na mídia. O caso ocorreu na cidade de Cubatão, interior do estado de São Paulo. A criança teve um mal súbito e não resistiu, apesar de ter sido socorrido rapidamente.

Publicidade

O menino tinha uma doença chamada miocardiopatia hipertrófica assimétrica. No entanto, os familiares somente descobriram a enfermidade após a morte de Nicollas Rafael. A condição pode se desenvolver de uma maneira silenciosa, conforme explicou o especialista ao portal de notícias G1.

Nicollas passou mal e chegou a pedir água aos amigos, ele se sentiu fraco e acabou desmaiando. A princípio, a equipe médica relatou para a família que a criança havia morrido de causas naturais, mas, após exames, ficou constatado que ele sofreu um edema pulmonar bilateral e insuficiência cardíaca, que desencadeou a miocardiopatia hipertrófica assimétrica.

Publicidade

O que é a doença que matou o garoto de 10 anos?

De acordo com o médico cardiologista, Luiz Cláudio Behrmann Martins, nesta enfermidade acontece um aumento significativo da região septal do coração. Em alguns casos, também pode haver dilatação dos ventrículos, que são câmeras do coração que fazem o bombeamento sanguíneo para a circulação sistêmica.

Publicidade

“Na verdade, afeta a região do septo, que é a parte que divide as cavidades do coração. É a região septal do músculo que cresce, e isso pode obstruir o fluxo de saída do ventrículo esquerdo, que é o que faz desenvolver os sintomas relacionados a insuficiência cardíaca no paciente”, explicou o especialista.

Publicidade

A doença é considerada rara pela medicina e atinge cerca de 0,3 a 0,5 casos a cada 100 mil crianças. A enfermidade tem relação com fatores genéticos, ou seja, não tem como fazer uma prevenção, mas vale ressaltar que se existir algum caso na família é importante realizar um acompanhamento profissional.

Sintomas e tratamento da miocardiopatia hipertrófica assimétrica

Os sintomas mais comuns relacionados à doença são dor no peito, dificuldade para respirar e desmaios. No geral, esses sinais podem ocorrer durante ou depois da realização de um esforço físico. O médico explicou que, se o menino tivesse conseguido sobreviver, teria que colocar o CDI – Cardioversor Desfibrilador Implantável e usar pelo resto da vida. O marca-passo tem o objetivo de reverter a arritmia ventricular da enfermidade. Alguns medicamentos podem ser usados, dependendo do caso.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.