in

Bebê de um ano tem 72% do corpo queimado ao ingerir medicamento; pais fazem apelo: ‘A gente perde o chão’

A pequena Helena se encontra internada na UTI desde o último sábado (11).

Metrópoles | Montagem Ingrid Machado

A família da pequena Helena, de apenas um ano de idade, sofre um drama após a filha sofrer complicações ao ingerir um medicamento. De acordo com o site Metrópoles, Helena sofreu uma severa reação alérgica a um anticonvulsivo receitado pelos médicos e teve 72% do corpo queimado. A menina segue internada em um hospital de Anápolis (GO), desde o último sábado (11).

Publicidade

Segundo Hugo Cristiano, pai de Helena, a filha apresentava um ótimo desenvolvimento e era uma criança alegre antes do triste episódio. O pai da bebê relata que há cerca de um mês, a filha passou a apresentar espasmos, sendo receitado pelos médicos o antiepilético Lamotrigina.

Após ingerir a medicação, Helena teria apresentado febre, manchas e bolhas pela pele. Após perceberem a gravidade das lesões, os pais decidiram levar a criança até o Hospital de Queimaduras de Anápolis. A médica que atendeu Helena no local orientou a sua internação de forma imediata. “A gente perde o chão e fica sem saber o que fazer quando vê nossa filha assim“, desabafou Hugo.

Publicidade

Foi concluído que Helena apresentou uma severa reação alérgica ao antiepilético Lamotrigina. N hospital, os médicos já fizeram vários procedimentos de raspagem na pele da bebê para que uma infecção seja evitada. Sem plano de saúde, os pais fizeram um apelo para que as pessoas possam ajudar com os custos hospitalares, que já beiram os R$ 20 mil reais.

Publicidade

Amigos e conhecidos se sensibilizaram com a história e organizaram uma vaquinha virtual para que fundos sejam custeados em prol de Helena. De acordo com os pais, os médicos explicaram que o tratamento será longo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade