in

Vírus com potencial pandêmico mata adolescente na Índia e preocupa; casa foi isolada em raio de 3 quilômetros

O adolescente de 12 anos morreu no último domingo no estado Kerala. Autoridades acendem estado de alerta.

Reprodução: ThePrint / Olhar Digital - fotomontagem por manuella

No último domingo (05), o estado de Kerala, na tropical Costa do Malabar, na Índia, assistiu à morte de um adolescente de 12 anos em decorrência de uma contaminação por um vírus.

Publicidade

De acordo com a CBS News, agência americana de notícias, o vírus denominado Nipah, responsável pela morte do garoto, é considerado um dos microrganismos mais mortíferos que já infectou humanos.

Na última vez em que o vírus entrou em questão, ele foi responsável por matar 17 pessoas entre 18 pacientes contaminados. Em comparação com a Covid-19, a doença possui menor capacidade de contágio. Entretanto, considerando um período de incubação viral de 45 dias, o vírus Nipah é responsável por uma mortalidade aproximada de 75%. Já entre os sobreviventes, é capaz de atingir uma chance de 20% de provocar sintomas neurológicos.

Publicidade

Governo precisou isolar a casa

Publicidade

Após a morte do garoto, o governo do estado realizou testes em um total de 188 pessoas, as quais tiveram contato com o menino antes de sua morte. Além disso, as autoridades resolveram cercar a casa onde o adolescente passou seus últimos dias de vida, enquanto já estava contaminado, em um raio de três quilômetros.

Publicidade

Até o momento, dois profissionais da área da saúde, que se encontraram com o jovem para auxiliar no tratamento da infecção, apresentam sintomas característicos de contaminação pelo Nipah. No entanto, o resultado do exame de sangue capaz de comprovar a existência da doença ainda não foi divulgado e os profissionais se encontram hospitalizados para o tratamento dos sintomas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade