in

Fugindo da polícia, Zé Trovão faz pedido a caminhoneiros: ‘Tirem as faixas em que está escrito Bolsonaro’

O caminhoneiro afirmou ter sido localizado no México, mesmo assim continuaria fugindo.

Divulgação/Redes sociais

O caminhoneiro Zé Trovão, que é apoiador do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido), afirmou que o movimento da categoria não se trata de uma manifestação de apoio ao chefe do Executivo. Ao invés disso, Zé Trovão esclarece que as paralisações dos caminhoneiros é um protesto contra a corrupção e o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Publicidade

A declaração foi feita pelo caminhoneiro em um áudio sobre a manifestação que vem acontecendo na Esplanada dos Poderes e em vários estados brasileiros. Vale destacar que, mesmo afirmando que seria detido nos minutos seguintes pela Polícia Federal, Zé Trovão afirmou que decidiu continuar fugindo das autoridades.

Ao comentar sobre o assunto, o caminhoneiro ressaltou que a luta da categoria é “contra os desmantelos do STF”. Diante disso, Zé destaca que não estão defendendo Bolsonaro e nem mesmo o apoiando. Ao invés disso, o caminhoneiro diz que a categoria está lutando pelo país.

Publicidade

Destacando uma luta brasileira, Zé Trovão ainda afirmou que, nas manifestações, é preciso faixas com o rosto do ministro Alexandre de Moraes estampado. “Tirem as faixas em que está escrito Bolsonaro”, pediu o caminhoneiro, destacando que a categoria deve lutar pelo certo.

Publicidade

Segundo Zé Trovão, contando com a ajuda do Itamaraty, a Polícia Civil o localizou no México. De acordo com o caminhoneiro, agentes chegaram a realizar uma chamada telefônica para o hotel onde ele está hospedado e, inclusive, os comunicou a respeito da prisão.

Publicidade

Mesmo assim, em outro vídeo, o bolsonarista volta a falar sobre o assunto, desta vez, para comunicar que estava na correria, porque tinha que fugir novamente.

Publicidade
Publicidade