in

Escova progressiva: conheça riscos e se crianças podem usar; produto quase tirou a vida de garota de 9 anos

A criança sofreu uma reação alérgica gravíssima e precisou passar por cirurgia.

Crescer/Vix

Nos últimos dias, a notícia de uma criança que precisou ficar internada por sofrer uma reação alérgica, por causa da escova progressiva, impactou muitas pessoas. A menina ficou internada e passou por um procedimento de drenagem, devido à fortíssima reação provocada pelo produto.

Publicidade

Segundo José Flávio de Souza, de 38 anos, uma cabeleireira da cidade de Ferraz de Vasconcelos, em São Paulo, acabou fazendo a escova progressiva em sua filha, de apenas nove anos, sem autorização da família.

A criança sofreu uma reação grave. Passou por dois procedimentos cirúrgicos com drenos na cabeça. Inclusive, o médico disse que, por pouco, a garotinha não perdeu a visão e explicou que o formol entrou pelo couro cabeludo, chegando aos olhos. A profissional que realizou o procedimento não quis se manifestar sobre o assunto.

Publicidade

Crianças podem fazer alisamento no cabelo?

Publicidade

De acordo com as diretrizes da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), esse tipo de procedimento em crianças é proibido. Além disso, devem ser realizados apenas em pessoas adultas, com produtos que tenham sido regulamentados e testados.

Publicidade

As técnicas usadas no alisamento capilar, como no caso da escova progressiva, não devem conter formol em sua composição. O uso indevido dessa substância química pode provocar sérios danos à saúde.

Ainda segundo a Anvisa, o formol para alisamento de cabelo é algo proibido. Muitas pessoas desconhecem os riscos oriundos de um alisamento com formol. Entre as consequências estão: queimadura, coceira, inchaço, descamação e vermelhidão no couro cabeludo, queda do cabelo, dificuldade para respirar e tosse, dor de cabeça, ardor no nariz e olhos.

Caso o contato seja algo frequente, os problemas podem ser mais graves, como câncer, dor de barriga, feridas nos olhos, boca e nariz. A pessoa que está aplicando o produto também tem os mesmos riscos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.