in

Mulher que ateou fogo em motorista por ele zombar de mau hálito vai presa e não se arrepende; vídeo

Revoltada com piadas sobre seu suposto mau hálito, ela comprou etanol e tentou matar o motorista.

Reprodução G1

A mulher não identificada que ateou fogo em um motorista no terminal de ônibus de Anápolis, em Goiás, na quarta-feira (1º), está presa. Ela teria se revoltado porque era alvo de piadas em relação a um suposto mau hálito. Quando ela passava pelo terminal, funcionários de uma empresa costumavam fazer brincadeiras.

Publicidade

Na quarta-feira, a mulher passava pelo local quando, segundo ela mesma, o motorista Walisson Barbosa dos Santos, de 35 anos, teria levado à mão ao nariz para provocá-la. A mulher não teve dúvidas do que fazer: saiu dali, foi a um posto de combustível e comprou etanol.

Na volta ao terminal de ônibus, as câmeras de segurança registraram a mulher se aproximando do ônibus, jogando o combustível e ateando fogo no motorista. Pessoas correram com medo. Walisson teve 80% do corpo queimado e seu quadro é considerado gravíssimo, de acordo com a atualização feita ontem.

Publicidade

A mulher foi contida por pessoas que estavam no terminal até a polícia chegar. Ela acabou presa e deve responder por tentativa de homicídio. O caso pode ficar pior para ela, caso o motorista não resista aos ferimentos. Ele está internado no Hospital Estadual de Anápolis, intubado e sedado.

Publicidade

Mulher revoltada põe fogo em motorista

A ação da mulher colocou em risco não somente a vida do motorista, mas a das outras pessoas que estavam no terminal metropolitano. O ônibus poderia ter explodido com o fogo e mais pessoas poderiam ter ficado feridas. Ao ser presa, a mulher não demonstrou nenhum arrependimento, segundo a delegada responsável pelo caso.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!